presente

e se…

Vivemos num eterno “e se…”, já perdi a conta da quantidade de vezes que eu me arrependi de ter feito ou não ter feito algo diferente no passado e o meu presente seria diferente, ou fico pensando no “e se…” no presente e imaginando diferentes futuros.
Fazer escolhas é uma das coisas mais difíceis para mim, quer me ver maluca é ter que escolher entre dois caminhos.
Hoje, na Folha, Contardo Calligaris falou sobre essa coisa maluca que é tentar trazer o passado para o presente…

“Somos perigosamente nostálgicos de escolhas passadas alternativas, que teriam nos levado a um presente diferente. Se essas escolhas não existiram, somos capazes de inventá-las -e de vivê-las como pentimentos.
Avisos: os pentimentos não são necessariamente recíprocos, e os falsos pentimentos, revisitados, são pequenas receitas para o desastre.”