o muito e o pouco

“ACREDITO QUE todas as pessoas do mundo ficariam felizes se soubessem que todos, sobretudo os menos favorecidos, pudessem melhorar de vida e ter acesso aos bens materiais que fazem com que o nosso cotidiano seja mais fácil e mais agradável. Não seria bom saber que aos 20 anos todos os meninos e meninas vão poder ter um carrinho? Que todos os jovens, ao se casar, terão direito a um apartamentinho, mesmo pequeno, mas com o mínimo necessário para viver decentemente, com lugar para o bebê que certamente virá? Então estamos todos de acordo; mas existem algumas coisas que não entendo e acho quase injustas. Tanto quanto o pouco demais nos entristece, o muito exagerado pode nos causar um certo desconforto.” Danuza Leão, na folha ontem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s